Ou navegue pelas categorias

Empreendedorismo

Benchmarking: o que é e 5 formas de aplicar em seu negócio

Benchmarking é uma ferramenta de gestão fácil de ser aplicada e pode salvar o seu negócio. Conheça 5 técnicas e comece hoje mesmo

benchmarking

Você quer saber o que é benchmarking? Conhece seus tipos e sabe como aplicar essa ferramenta de gestão em seu negócio?

Hoje vamos explicar o que é esse conceito e como ele pode ajudar você a aprimorar seus processos e tornar a sua empresa competitiva em relação aos seus concorrentes.

Benchmarking: o que é?

Benchmarking vem da palavra benchmark, que tem por tradução livre: referência. No mundo dos negócios, é uma técnica que busca inspiração em outras empresas para aprimorar o processo de funcionamento da sua empresa.

Além de aprimorar os processos, o objetivo do benchmarking é gerar lucro para uma empresa. Pode-se dizer que quem pratica o benchmark está se mantendo atualizado em seu mercado de atuação.

Como inspiração nós buscamos em quem é referência ou em algo que está dando certo, o benchmarking é uma ferramenta que consiste em analisar as práticas de mercados, principalmente dos concorrentes.

Você pode gostar...

Benchmarking: como fazer?

O benchmark não é uma exclusividade do mundo corporativo. No universo dos esportes, por exemplo, é comum vermos os famosos “olheiros” que estudam a formação de um time.

Além de não ser uma exclusividade do mundo corporativo, também não é exclusivo às grandes organizações. Logo, se você tem uma pequena lanchonete em seu bairro, não tem desculpas para praticar o benchmarking.

Para conseguir as informações, você pode participar de eventos relacionados ao seu mercado, por exemplo.

Para isso, basta analisar o que outras empresas, que atuam no mesmo ramo de atividade que o seu negócio, estão praticando. Você pode se espelhar inclusive em grandes companhias e adaptar suas melhores práticas à sua realidade.

Além disso, pode fazer uma análise de dados em sites e redes sociais dos seus benchmarks. Ou ainda, usar a sua rede de contatos e agendar uma visita, prestigiar o atendimento e a entrega do seu concorrente.

Agora que você já sabe o que é benchmarking, precisamos listar os tipos e diferenças de benchmarking. Cada um busca atingir uma área da organização ou um resultado diferente.

Logo, antes de fazer benchmarking, é importante conhecer quais são as melhores maneiras de praticar.

Veja mais: 4 estratégias de relacionamento com o cliente para melhorar na sua empresa

Benchmarking: tipos

Benchmarking competitivo

No benchmarking competitivo, seu ponto de referência será o seu concorrente. A intenção é comparar os seus concorrentes mais próximos com o seu negócio, sejam os produtos ou serviços.

Quando falamos em concorrentes próximos, estamos nos referindo aqueles que disputam a clientela com você. Por isso, sua empresa deve estar de olho nas melhores práticas de mercado exercida por eles.

Pode ser feito, por exemplo, através da comparação de ofertas, disposição dos produtos, qualidade ou tipo de serviço prestado. Uma dica! Visite as redes sociais dos seus concorrentes próximos. Muita informação você vai conseguir por lá.

Benchmarking funcional

No benchmarking funcional, o foco é encontrar pontos de melhorias em seu negócio e não na disputa de clientes.

Sendo assim, seu ponto de referência poderá ser qualquer organização com processos semelhantes, ainda que trabalhe com produtos diferentes.

Exemplos: gestão de pessoas, gestão financeiras, práticas contábeis. Essas atividades são inerentes a quase todas as organizações e você pode encontrar dificuldade na gestão de algum desses processos.

Se isso acontece, você poderá perguntar a outros empresários, quais as práticas deram certo em seus negócios. Depois de levantar ideias, basta analisar qual se encaixa melhor a sua realidade.

Benchmarking genérico

O benchmarking genérico é aplicável quando não se disputa um mercado local, porém as organizações compartilham processos de funcionamento semelhantes. Por exemplo, alguma organização de outra cidade ou país que atue no seu ramo de atividade.

Você pode gostar...

Benchmarking interno

O benchmarking interno é mais aplicado por grandes organizações, com vários departamentos e com equipes de trabalho diversas. Pois, como o próprio nome diz, ele será aplicado internamente na própria empresa.

Nele, uma área analisa o que outra área faz para atingir seus resultados e o que disso poderá ser aproveitado e melhorado. Com o benchmarking interno é possível, por exemplo, entender qual departamento da organização está perdendo resultados.

Por isso, é importante que os esforços de um departamento sejam compartilhados com os demais. O benchmarking interno aumenta a sinergia das organizações.

Benchmarking de cooperação

O benchmarking de cooperação necessita de uma parceria feita com outras empresas. Essa parceria normalmente acontece quando uma organização é muito boa em um processo e ruim em outro.

Assim, uma empresa que vende bem, mas atrasa suas entregas, pode firmar parceria com uma empresa que domina o processo de entrega.

Em troca, ela ajudará a desenvolver o processo de vendas da empresa parceira. O processo de melhoria contínua é mútuo para as duas empresas.

Esses são os exemplos de benchmarking que você pode utilizar para aprender o que você pode melhorar na sua organização com outras empresas.

Benchmarking no Marketing Digital

Você pode aumentar a eficiência do seu negócio analisando o que outras empresas fazem na internet para atrair potenciais clientes. Seguir pessoas referência no assunto já é uma forma de iniciar seu benchmarking digital.

Além disso, é possível analisar que tipo de anúncios seus concorrentes estão criando nas redes sociais. Quais emails marketing você têm recebido e como são estruturados suas copys de venda.

Tire um tempinho e analise em qual plataforma você encontra a maior incidência de anúncios dos seus concorrentes. Lá, provavelmente, é onde sua persona passa a maior parte do seu tempo.

Você pode gostar...

Algumas ferramentas como a Similar Web podem otimizar essa análise. Outras ferramentas de análise de sites de concorrentes também fazem esse trabalho, algumas inclusive você pode ter acesso gratuito.

Além disso, o próprio gerador de negócios do Facebook te mostra dados importantes sobre os seus anúncios. Nele você avalia os anúncios tanto do Facebook como do Instagram.

No Facebook, você pode selecionar algumas fanpages similares a sua para análise e comparação. Com esse recurso, é possível ver a performance dessas páginas em relação aos resultados alcançados pelo seu negócio e aplicar otimizações.

Viu quanta coisa você consegue fazer pela sua empresa, ainda que seja sem sair de dentro dela?

Agora que você aprendeu o que é benchmarking e como ele pode inovar a sua empresa, queremos saber: você consegue visualizar alguma área ou processo que pode aplicar o benchmarking no seu negócio? Conte aqui nos comentários.

Você pode gostar...

Você também pode gostar

Você pode gostar...

Artigos Relacionados

Artigos patrocinados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial